terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Prefeito recebe profissionais que fazem a merenda das criançasEducação
Publicação:31/1/2012
Prefeito recebe profissionais que fazem a merenda das crianças

Cosmo Silva
da redação

Foto: Valmir Franzoi

O prefeito e a secretária de Educação receberam, na manhã desta terça-feira (31/1), cerca de 800 profissionais da alimentação que atuam na rede de ensino de São Bernardo do Campo.

O chefe do Executivo deu as boas-vindas aos servidores que preparam diariamente as refeições das crianças, da creche ao ensino fundamental. A cerimônia foi realizada no Centro de Formação dos Profissionais da Educação (Cenforpe).

Só em 2011, o Programa Municipal de Alimentação Escolar serviu mais de 82 mil estudantes, com cardápios variados. Além de garantir o crescimento e desenvolvimento dos alunos, o serviço também contribui para o rendimento em sala de aula e na diminuição da evasão escolar.

Em seu discurso, o prefeito lembrou a responsabilidade de todos os envolvidos no programa da alimentação das Escolas Municipais de Educação Básica (Emebs) da cidade e agradeceu o empenho dos profissionais no preparo das refeições.

"A transformação pela qual passa São Bernardo também envolve a nossa Educação. Essa política de segurança e educação alimentar são importantes para que nossos alunos tornem-se adultos com hábitos mais saudáveis e conscientes", afirmou.

A secretária de Educação destacou o papel da alimentação escolar no aprendizado. "É na escola que nossos alunos aprendem a se alimentar. Em 2012, estamos focados na redução e prevenção da obesidade e contamos com a colaboração de todos que participam desse processo. Funcionários das escolas, membros da Secretaria de Saúde e familiares devem se envolver para que o objetivo seja alcançado", destacou.

Segundo a secretária, uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizada entre 2008 e 2009, aponta que o sobrepeso atinge mais de 30% das crianças com idades entre 5 e 9 anos e cerca de 20% da população de 10 a 19 anos.

Uma funcionária que trabalha, há mais de 20 anos, com merenda escolar disse que palestras e informações sobre o tema deveriam ser obrigatórias na grade curricular.

Segundo ela, que há três anos fez uma cirurgia bariátrica (redução de estômago), a merenda servida nas Emebs de São Bernardo, além de ótima qualidade, tem outro requisito importantíssimo: produtos frescos e diversificados vindos da agricultura familiar.

"Nossos alunos recebem refeições sem agrotóxicos e estão se acostumando com uma variedade que antes não era vista em nossa rede. Hoje eles recebem frutas da época, legumes, sucos e mel", conta a funcionária, que trabalha na Emeb Castro Alves, no Parque São Diogo.

Agricultura Familiar – Em maio de 2011, um convênio para a aquisição de hortaliças, mel, hortifrutigranjeiro, frutas, sucos, macarrão, arroz orgânico e leite em pó, entre outros produtos, foi assinado pelo prefeito de São Bernardo. Na ocasião, foram celebrados 18 contratos com diversas cooperativas, abrangendo cerca de mil produtores.

Os acordos, todos válidos por três anos, somam um investimento de R$ 8,8 milhões, sob a coordenação da Secretaria de Educação.

A iniciativa cumpre Lei Federal 11.947, de 16 de junho de 2009, que determina que, no mínimo, 30% dos recursos repassados aos municípios pelo Fundo Nacional de Educação (FNDE) deverão ser utilizados para aquisição de produtos da agricultura ou do empreendedor familiar. Na região metropolitana de São Paulo, São Bernardo do Campo é o primeiro município a cumprir essa determinação para a refeição servida aos estudantes.


Um comentário:

viagemnotempo-2 disse...

Parabéns Ciça , pelo "rico" conteúdo de seu Blog.
Dando uma passadinha, mas deu para ter uma visão. Cultura, informação, legislação, comunicação. Muito bom!
Abraço
Luiza